Terça-Feira, 25 de Junho de 2019
13/05/2013

Atendimento SAMU


O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) realiza o atendimento de urgência e emergência em qualquer lugar: residências, locais de trabalho e vias públicas.  O socorro começa com a chamada gratuita, feita para o telefone 192. A ligação é atendida por técnicos da central de regulação de ambulâncias, que identificam a emergência e transferem o telefonema para um médico, que faz o diagnóstico da situação e inicia o atendimento no mesmo instante, orientando o paciente, ou a pessoa que fez a chamada, sobre as primeiras ações. Enquanto isso, outro técnico, aciona a unidade mais próxima do local de onde foi feita a solicitação.    De acordo com a situação do paciente, o médico pode orientar a pessoa a procurar um posto de saúde, enviar ao local uma ambulância com auxiliar de enfermagem e socorrista ou uma UTI móvel, com médico e enfermeiro. Ao mesmo tempo ele avisa sobre a emergência ao hospital público mais próximo para que a rapidez do tratamento tenha continuidade. O serviço funciona 24 horas por dia com equipes de médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e socorristas, que atendem as ocorrências de natureza traumática, clínica, pediátrica, cirúrgica, gineco-obstétrica e de saúde mental da população. Criado em 2003, como parte da Política Nacional de Atenção a Urgências, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU/192) tem ajudado o Estado brasileiro a reduzir o número de óbitos, o tempo de internação em hospitais e as sequelas decorrentes da falta de socorro. A rede nacional SAMU 192 conta com 147 Serviços de Atendimento Móvel de Urgência no Brasil, presentes em todos os estados e no Distrito Federal. Ao todo, 130 milhões de pessoas (67,73% da população) têm acesso ao serviço em 1.234 municípios do País. O objetivo do Estado brasileiro é levá-lo a todos os municípios do país e, até o fim de 2010, chegar a 162,7 milhões de pessoas. O número de veículos para atendimento de urgência crescerá mais que o dobro, com a distribuição de um total de 2.312 ambulâncias, chegando a 3.800 unidades em funcionamento. O Ministério da Saúde prevê a implantação do serviço em todos os municípios brasileiros, respeitadas as competências das três esferas de gestão (Estado brasileiro, estaduais e municipais). O Estado brasileiro entra com uma contribuição mensal a municípios e estados com projetos aprovados de SAMU, bancando 50% do custeio desses serviços. E em Guaraci não é diferente. Em caso de urgências ou emergências médicas, disque 192. A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone. O atendimento é rápido e  especializado. Se precisar de ambulância, ligue sempre 192.